teste minha imagem
Google+

Dica Nível Intermediário

Como montar um portfólio

Um bom fotógrafo é identificado pelo melhor do seu trabalho fotográfico. Quando essas imagens estão organizadas em um lugar, seja em uma pasta de imagens impressas ou em um site na internet, chamamos esse conjunto de portfólio. A criação do portfólio fotográfico é um dos passos mais importantes para quem deseja se profissionalizar, uma vez que você sempre terá de mostrar para clientes os seus trabalhos, seus conhecimentos e sua capacidade criativa.

Por isso, reunimos seis dicas importantes para quem deseja criar seu primeiro portfólio.

1. Ensaios completos vs. Melhores imagens

Antes de começar a montar sua seleção, reflita se o tipo de fotografia feita por você é melhor visualizado em ensaios completos ou em imagens individuais. Temas como moda geralmente exigem uma linha de pensamento por trás do conjunto de fotos. Já temas como comida, imagens conceituais e paisagens funcionam bem em fotografias individuais. Essa escolha é muito importante de ser tomada antes de decidir qual site irá abrigar seu portfólio.

2. Organize-os por temas

Digamos que uma empresa especializada em alimentos procure seu trabalho graças às fotografias de comida. Muito provavelmente, quem irá avaliar seu portfólio não estará interessado em olhar suas fotos de casamento, retratos ou outros tipos. Essa pessoa quer suas melhores fotos de comida.

Por isso, muito cuidado na hora de pensar a organização dos temas. Crie portfólios separados para cada tipo de fotografia ou organize muito bem os temas dentro do seu site. Nada de deixar misturado, pois pode ficar confuso e tirar o impacto da qualidade do trabalho dentro de cada segmento.

3. Poucas imagens, muito impacto

Escolher muitas imagens parece uma opção segura no início. Por medo de descartar fotos interessantes, acabamos escolhendo muitas imagens parecidas, acreditando que quem olhar o nosso portfólio pode decidir de qual gosta mais depois. Mas isso pode ser um grande erro.

Selecione sempre as melhores. As imagens medianas, aquelas um tanto parecidas com as realmente boas, vão distrair as pessoas que olham seu portfólio em relação às coisas que você quer mostrar.

4. Mantenha atualizado

É natural que um fotógrafo esteja sempre evoluindo o próprio olhar. Por isso, não deixe de levar esse olhar atualizado ao seu portfólio, mostrando sempre seus últimos trabalhos e também sua evolução técnica.

5. Faça um link próprio

Um link próprio faz muita diferença na imagem de profissionalismo de um fotógrafo. Por isso, busque ter um site próprio. Você pode registrar seu domínio através de sites de registro e configurar no seu espaço online. Custa só R$ 30 ao ano, ou seja, é uma relação ótima de custo-benefício para quem quer se profissionalizar. Não deixe de conferir como integrar o link à plataforma escolhida antes da compra (alguns sites cobram para fazer essa integração).

6. Encontre uma boa plataforma

Existem diversos sites que nos auxiliam a criar portfólios legais.

O ideal é que o site escolhido seja minimamente customizável, não tenha um limite tão pequeno de fotos, seja responsivo (ou seja, fique bom tanto em tela de computador quanto de celular) e ofereça uma apresentação satisfatória às suas fotos.

Organize-se e mostre seu trabalho ao mundo. Boa sorte!

Comentários

Deixe seu comentário