teste minha imagem
Google+

Blog 23.12.2016

Diferentes lentes para o mesmo retrato

Escolher a lente certa pode fazer toda diferença na hora de fazer um retrato de uma pessoa. Tudo depende do que você deseja. Pode ser um fundo mais desfocado ou até um rosto mais afinado.

Para que você alcance o resultado que almeja, vamos passar uma descrição de como diferentes tipos de lente influenciam no mesmo retrato. Para explicar da melhor forma, vamos usar este GIF como exemplo.

 

16mm – Essa é uma das maiores aberturas de ângulos que uma lente pode ter. Chamada de grande-angular, essa ‘milimetragem’ faz com que você fotografe a pessoa bem de perto para que fique maior na fotografia.

A lente grande-angular tem um amplo campo de visão e, por isso, valoriza os elementos que estão mais próximos do centro da imagem, quando estes estão perto da lente, claro.

Como você pode ver na foto acima, a distorção de perspectiva dessa lente afina o rosto da pessoa, o que dá um clima bem informal, como se estivesse sendo vista através de um olho mágico. O principal efeito que a lente causa é expandir o que está na área central e diminuir o que está nas áreas periféricas.

Outro elemento é o desfoque do fundo. Como essa lente capta grandes amplitudes, seu desfoque é menor do que lentes mais fechadas.

Então, se quiser fotografar um rosto mais afinado, distorções nas pontas da imagem e mais profundidade de campo, uma lente grande-angular pode ser sua melhor opção.

A Canon tem diversas lentes deste tipo. A EF-S 10-18mm f/4.5-5.6 IS STM, EF 16-35mm f/4L IS USM e a EF-S 10-22mm f/3.5-4.5 USM são alguns exemplos de lentes do tipo grande-angular.

 

35mm - Mesmo sendo uma grande-angular, essa distância focal já tem menos distorção e começa a trabalhar com o real formato do rosto do fotografado. Com ela, você pode ganhar um pouco mais de desfoque, tratar o rosto de forma mais natural e ainda assim mostrar uma grande porção do cenário, característica de uma lente grande-angular.

Com esse ângulo de visão aberto você ganha em versatilidade também. Em 35mm você pode fazer retratos em lugares com pouco espaço, onde você não tem recuo pra dar alguns passos atrás pra enquadrar.

Bons exemplos de lentes que fazem retratos como este são a EF 35mm F/2 IS USM e a EF 16-35mm f/4L IS USM.

 

50mm - Unanimidade entre os fotógrafos, essa lente média tem a perspectiva mais próxima do olho humano. Isso faz com que as linhas do rosto fiquem bem naturais na foto.

Outro ponto alto dessa lente é sua abertura de diafragma que chega a f/1.8, f/1.4 ou f/1.2. Isso significa que você pode deixar o fundo bem desfocado, destacando bem a pessoa no primeiro plano.

As lentes 50mm da Canon são a EF 50mm f/1.8 STM, EF 50mm f/1.4 USM e EF 50MM F/1.2L USM.

 

70mm – Com essa distância focal, já entramos no campo das lentes teleobjetivas. Elas são ideias para captar a longas distâncias, mas também podem ser muito bem usadas em retratos.

O poder desfoque que uma lente tele tem é notável, já que quanto maior é a distância focal de uma lente, mais o fundo fica desfocado.

Além desse desfoque, a distância em 70mm também começa a achatar os planos da imagem, tirando um pouco da noção de tridimensionalidade.

Sua distorção perspectiva é muito baixa, o que faz com que o rosto fique mais amplo na foto, tornando-o visualmente mais agradável e detalhado.

Uma lente interessante para este caso é a EF 24-70mm f/2.8L II USM.

 

200mm - Nessa distância focal, as características das lentes tele ficam bem latentes. Os planos já ficam bem mais achatados e o desfoque do plano de fundo é intenso. Perfeita pra retratos tradicionais, em que se busca uma distorção perspectiva quase nula.

Em 200mm você irá mostrar apenas uma pequena parte do cenário atrás da pessoa fotografada e com uma alta tendência ao desfoque.

É importante dizer que quanto mais tele a lente for, mas é possível se distanciar do assunto para fotografá-lo com o mesmo enquadramento.

Uma das lentes que se encaixa bem para este tipo de retrato é a EF 70-200mm f/2.8L IS II USM.

Repare que com a lente grande-angular é necessário estar bem próximo da pessoa ou do seu assunto. Isso faz com que o fundo fique mais evidente na foto e menos desfocado.

Já com a lente tele, o revés é verdadeiro. Você se distancia da pessoa e limita a entrada do fundo, que fica quase que totalmente desfocado.

O gráfico abaixo explica bem os exemplos acima.

 

O ideal para usar a melhor lente em seu retrato é entender quais são as suas intenções com a imagem que quer gerar. Não existem regras, apenas caminhos possíveis.

Aproveite todos eles e faça boas fotos!

Publicado por: Gabriel Rastelli Quintão Categoria: Aprenda

Comentários

Deixe seu comentário